O trailer já conta o principal enredo da história e apresenta os atores em seus papéis.

E pra quem estava na edição de 5 anos da FilmeCon semana passada e assistiu a palestra com o editor e diretor Daniel Rezende e já estava na espera, saiu essa terça-feira (18) o novo trailer de Turma da Mônica – Laços, o novo filme do diretor brasileiro.

Primeiro live-action da turma de Maurício de Sousa, Turma da Mônica – Laços é baseado em uma graphic novel com o mesmo nome que conta a história de como a turminha mais famosa do Brasil se junta para encontrar Floquinho, cachorrinho verde que é mascote do grupo. A graphic novel é conhecida por ser uma história em quadrinhos temática com história fechada e que é feita ou pelo próprio cartunista ou por algum convidado.

A turminha mais famosa do país

Ícone da cultura pop brasileira, a turma da mônica é um sucesso de vendas dentro dos quadrinhos e fora dele, tendo hoje muitas histórias e versões que surgiram criando um universo muito próprio e que marcou e marca gerações de brasileiros que ou aprenderam a ler com suas histórias ou que foram seu primeiro contato com a leitura depois de aprender a ler.

Durante sua palestra, Daniel Rezende afirmou sobre a importância e responsabilidade de se colocar na tela o que está no imaginário carinhoso de muita gente por dez, vinte ou trinta anos de suas vidas.

Depois do trabalho de Bingo: O Rei das Manhãs, no qual teve de “recriar” nomes e marcas, além de inserir pequenos ajustes na história do palhaço mais famoso do Brasil, Daniel Rezende agora parte para dar vida não só aos ícones de uma das histórias em quadrinhos mais lidas do Brasil, mas também às outras personagens e a interpretações das situações e locais que eles vivem.

Transformando traço em filme

Segundo o diretor, reconstruir o icônico bairro do Limoeiro no Brasil não foi uma tarefa muito fácil. Havia “pedaços” dele pelo Brasil e uma das cidades escolhidas justamente pela estética mais próxima da imaginada por Maurício de Sousa foi Holambra, no interior do Estado de São Paulo.

E além de definir um local que pudesse ser o mais próximo do universo que o leitor encontra nos quadrinhos, como transformar as personagens em pessoas também se mostrou uma tarefa bastante difícil já que era preciso transformar o traço do desenho em atores que se aproximassem do que o fã esperava.

Quem é quem?

A seletiva contou com milhares — sem ser uma força de expressão: havia milhares de inscritos — de candidatos aos personagens mais queridos dos gibis, e foram muitas as seletivas que o diretor passou para que pudesse chegar em oito finalistas para o filme, apresentados para o próprio Maurício de Sousa — um cuidado para que os atores correspondessem àquilo que o autor imaginou a primeira vez que desenhou Mônica, Cascão, Magali e Cebolinha — sendo escolhidos os quatro finais, respectivamente, Giulia Benite, Gabriel Moreira, Laura Rauseo e Kevin Vechiatto.

O contexto da graphic novel 

Claro que, por mais conhecida que sejam conhecidas personagens e o ambiente, Turma da Mônica – Laços é baseada em uma graphic novel, isso é, uma história que foi desenvolvida pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi, na qual Floquinho some e a turma tem que pensar em uma forma de se juntar a achar o mascote.

As novas situações que a história coloca transformam um pouco o modo de fazer quadrinhos e, consequentemente como será o desenvolvimento do filme, já que se encontram presentes na trama itens que ultrapassam o universo que seria totalmente infantil para sentimentos e situações que também incluem um público adulto.

 

A soma de todos esses fatores, seu diretor e muitas outras coisas fazem de Turma da Mônica – Laços um dos filmes mais aguardados para o ano de 2019 e que além de contar uma história que encanta, tem no elenco atores de peso como Paulo Vilhena, Monica Iozzi e Rodrigo Santoro como o Louco.

Tudo aponta para um filme que, com certeza, vai impressionar e emocionar, tocando quem já é fã e encantando quem ainda pode ser. Turma da Mônica – Laços tem estreia em 27 de junho de 2019.

 

 

Compartilhe:

Comentários